Flicts

08/09/2009 § 2 comentários

Pra retornar (e retomar) ao blog, eu decidi escrever sobre algumas coisas específicas que me influenciaram (e influenciam muito), dentro e fora do campo profissional. Inaugurando essa pequena série pessoal vou postar sobre um pequeno livro que eu gosto muito e que me faz ter muita vontade de criar. É um livro ilustrado, um livro infantil, um livro cheio de força: Flicts, do grande Ziraldo.

Flicts, do Ziraldo

Ziraldo, que é uma figura reconhecida em diversos campos, publicou esse livro há 40 anos (sua primeira edição data de 1969). Partindo com muita simplicidade, Ziraldo cria uma história simples e tocante (uma cor a procura do seu lugar no mundo) que possibilita uma diversa gama de leituras e interpretações. Com a simplicidade desse enredo, cheio de possibilidades e extremamente visual, ele põe a ilustração como elemento chave, e as cores como as grandes protagonistas. Pondo à mesa uma estética moderna e indícios minimalistas, Ziraldo traz esse mundo de referências para as ilustrações do livro, carregando-o de força e significação, utilizando todas as possibilidades expressivas das cores.

flicts vermelho flicts amarelo

flicts azul

Assim, o que eu posso recomendar é: leia essa pequena obra. É uma singela aula sobre a cor, a ilustração e, porque não, sobre a vida. :)

_

UPDATE: acabei de ver no lindo blog amenidades do Design, uma pequena seleção de cartazes do Ziraldo, que estão compilados no livro do Ricardo Leite (Ziraldo em Cartaz). Confiram! =)

Anúncios

Imagens e fantasias de Amano

19/03/2009 § 1 Comentário

yoshitaka amano final fantasy 6

Pra começar a série de posts sobre grandes mestres do design, ilustração e/ou artes, vou falar um pouco de um desenhista e ilustrador que eu sou doido doido doido: o japonês Yoshitaka Amano.

Amano possui um estilo muito próprio e denso, com inspirações no Art Nouveau e na arte psicodélica, além das influências nas diversas técnicas de desenho e caligrafia japonesa. O que mais me deixa boquiaberto é a propriedade que ele tem na criação de mundos oníricos, fantásticos e extremamente belos. Sua delicadeza é tocante, e em nos traços, cores e formas ele deixa explícito tudo isso que eu estou falando. Bom, pelo menos pra mim. Não escondo que sou apaixonado e influenciado pelo trabalho dele.

yoshitaka amano final fantasy 3

Seguindo sempre sua linha estética, baseada nesses elementos que eu levantei, Amano já trabalhou em diversas áreas, substratos e temas: No começo de sua carreira, Amano esteve ligado ao mundo dos mangás e animes (quadrinhos e animação japonesa, respectivamente), desta safra destacam-se seus trabalhos em Vampire Hunter D e The Adventures of Hutch, the Honeybee.

Mas no final da década de 80 ele rumou para o mundo dos vídeo games, onde fez fama e criou grandes trabalhos, como as ilustrações e personagens da série Final Fantasy (exatamente até a sexta edição, de onde vem a ilustração lá do alto). Durante este período também começou a criar cenários e figurinos teatrais, sendo a primeira para a peça Nayotake (1988).

Depois de se desligar, mas não completamente, da série Final Fantasy, Amano foi rumando por outros caminhos e, em 2000, fez as ilustrações de Sandman: The Dream Hunters, de Neil Gaiman. Já em 2001 fez as ilustrações para a HQ Elektra and Wolverine: The Redeemer. Tempos depois ele voltou a se encontrar com Gaiman e criou para a revista V-Magazine uma nova história, intitulada The Return Of The Thin White Duke, onde o personagem principal é inspirado em David Bowie. Atualmente Amano continua com seus projetos pessoais e expondo pela Europa inteira.

_

Yoshitaka Amano, 56 anos – Nascido em Shizuoka, Japão.

Site oficial / Wikipedia / Imagens / Mais imagens

yoshitaka amano sandman

Where Am I?

You are currently browsing the ilustração category at interessa?.